SOBRE A ASSOCIAÇÃO
Nossa História
Fazenda Furquilha
Estatuto Social
Calendário de Atividades
Visão de Futuro
Localização
Entre em contato
     ASSUNTOS
Cerimônias Ritualísticas
Arte
Bioarquitetura
Cooperação
Mantras e Orações
Meditação
Meio Ambiente
Paisagismo
Palestras, Cursos e Vivências
Pensamentos
Qualidade de Vida
Terapias Alternativas
Yoga
     VARIEDADES
Download Informativos
Boletim Informativo
Colunistas
Galeria de Fotos
Links Úteis
Loja Virtual
Rádio ARN

Receba nosso Boletim informativo por email

Seu Nome

Email

Acesso Associados

Usuario

Senha


Buscar Artigos

  Meio Ambiente
Reverenciar a Terra...

Partindo do princípio de que todos nós temos uma partícula divina e de que o Criador está em tudo e em todos, então nosso planeta também é um ser vivo.
Nossa terra, nossa casa, nossa mãe, que nos sustenta e abriga. E que sofre com a nossa inconsciência, nossa irresponsabilidade, nossos abusos.
A parte divina do nosso planeta, a essência que habita este globo, precisa ser reconhecida, respeitada e ouvida!
Em nosso dia-a-dia, esquecemos de olhar pela janela e ver com os olhos do coração o que está ocorrendo a nossa volta.
Basta sairmos um pouco da loucura das cidades e logo veremos sinais na natureza... Os pássaros em busca de fazer os seus ninhos, as chuvas que possibilitam o plantio, os dias que estão ficando mais longos... Estamos vivendo o ápice da primavera, o nosso momento de fertilidade, o momento do encontro do feminino e do masculino, que, na natureza, possibilita a criação de um novo ciclo... Mas, será que a natureza está conseguindo cumprir com os seus ciclos? O que estamos fazendo para que ela mantenha esse equilíbrio, que é divino, e que nos é necessário! Afinal, nós somos parte da natureza! Necessitamos estar renovando também... Necessitamos estar conectados com ela... A vida flui tão melhor quando estamos assim... E, no entanto, preocupados com nosso dia-a-dia, o ganha pão, o trabalho, as relações, nos esquecemos de parar, ouvir e ver... Dentro de nós os ciclos também mudam... Dentro de nós também ecoam as vozes da Deusa e do Deus... O feminino e o masculino, juntos, em busca do equilíbrio...
Sejamos mais atentos! Sejamos mais conscientes!
Tenhamos compaixão pela Terra... Enviemos amor, atenção, oferendas... Toda iniciativa é válida!
Meditar caminhando, orar cantando, dançar nos alegrando... Tudo vai de encontro ao que os antigos faziam e acreditavam... Para garantir mais um ano de boas colheitas, para garantir um inverno mais ameno... Eles reverenciavam a terra, os ciclos, as estações...
Tragamos um pouco desses costumes de volta. Sejamos humildes para entender que dependemos totalmente dessas energias para continuarmos existindo! Não somos superiores... Ao contrário, somos todos um só, interligados...
Oremos enviando energias de amor aos elementais, para que eles possam realizar o seu trabalho. Façamos o que o nosso coração pedir... Pode ser um simples gesto, mas se for consciente e feito com intenção, com certeza, a energia se movimentará... E se formos muitos a fazer isso, com certeza a onda de energia se propagará e poderemos amenizar o que está por vir, e quem sabe, presenciar o despertar de um novo tempo!


por Sandra Pires de Campos




Associação Rural Natureza © Copyright 2007
Fazenda Furquilha - Bairro Furquilha
Monte Alegre do Sul - SP

By Frequência